"Acredite naquilo que você acredita e vá em frente." Essa frase é dita por muitos coaches motivacionais. Mas até que ponto a nossa realidade permite isso para a felicidade?
Gosto muito da frase que o Rocky Balboa diz ao seu filho quando confrontado por ele. Rocky diz exatamente o que a foto abaixo registra.

Foto:comunidades.net
  Nossas motivações para levantar da cama diariamente é que nos permitem acreditar. Mesmo que o país esteja passando por dificuldades (que sinto na pele) nós devemos e podemos acreditar naquilo que determinamos para nossa felicidade. 

Como eu escrevi no outro post (Sua Felicidade é Inalcançável? Seja Feliz) a felicidade plena não existe. Momentos únicos é que nos proporcionam experimentar a felicidade.
Acreditar é algo que penso estar em desuso nesta sociedade. Nós não acreditamos em ninguém, desconfiamos de tudo. Contudo, chegamos a um ponto de desacreditar de nós mesmos enquanto sociedade, e o pior, você pode ter deixado de acreditar em você e ainda não percebeu. 

A crença em nós, a crença em você é fundamental para que exista ainda a luta em busca da felicidade. Ser feliz requer desafios, requer que tenhamos nos sacrificado em demasiadas vezes para poder alcançar aquilo que queremos. 

NUNCA DEIXE DE ACREDITAR EM VOCÊ, NUNCA! Se você deixar de acreditar na sua capacidade de fazer o que quer que seja, quem mais acreditará?

Sempre digo : "Somente nós podemos fazer por nós". Não deixe de acreditar naquilo que sonhas porque a sociedade corrupta e injusta te mostra exemplos. Exemplos desta natureza devem nem ser vistos. Busque exemplos daqueles que acreditaram quando ninguém mais acreditava. 

Ser um vencedor, a satisfação pela vitória, não depende de quantas vezes você acertará, e sim de quantas vezes errarás e no fim aquele acerto valerá a pena e aí você se realizará. Vencer sempre é bom, claro. Mas, aquela vitória depois de inúmeras tentativas e batalhas tem um gosto diferente. É a plena realização da felicidade naquele momento.

Não desista de seus projetos. Seja forte para buscar se aliar a pessoas que acreditam que você pode chegar lá. Pessoas que pensem positivo como você. Deixe-se levar pelos sonhos sim! Os sonhos são a aporta de entrada para a concretização dos objetivos e da felicidade. Não tenha medo de agregar valores que hoje estão "fora de moda" como a ética, a honestidade, a parceria, e principalmente, a confiança. 

Muitos dirão que é utopia a felicidade, que é impossível a realização do seu sonho. Mas e aí? Você acredita mesmo naquilo que planejas? Se acreditas ninguém poderá dizer o contrário. 

Começas a vencer a partir do momento que as críticas passam a não abalar a busca pelos seus sonhos. Vences quando te fortaleces com todas as dificuldades que passas para conseguir os recurso ou o estado de espirito que desejas. Todas as afirmações negativas se transformam em um empurrão para a sua felicidade. 

Por fim, vença! "Se você sabe o seu valor vá atrás do que você merece!" Neste momento ninguém merece mais do que você. Chore se tiver vontade, Ria quando necessário, mas não esqueça de ter gratidão por todos aqueles que te fizeram chorar (porque te motivaram a ser feliz e vencer) e aqueles que te apoiaram até o fim e hoje você pode rir com eles. 

MAGAIVER LUIZ

www.magaiverluiz.blogspot.com
Grande parte dos problemas relacionados a nossa vida não sabemos de onde pode surgir. No post Os Seus Problemas. Quem causa é você? digo que os problemas são definidos por nós e causados por nós.
Foto: KdFrases

Apesar de, agora, termos consciência de que todos os problemas que temos são causados por nossas atitudes de omissão, falta de orientação, entre outros. Acredito que a potencialização dos nossos problemas está na RECLAMAÇÃO.

A reclamação é fator preponderante para que nós façamos de um simples problema algo que se torna impossível de resolver. Dentro da reclamação podemos enxergar todos os venenos que o nosso coração e corpo podem estar cheios.

A reclamação advém da ignorância do homem. Não aquela ignorância de ser bruto, mas da falta de conhecimento. Esse conhecimento vai desde o conhecimento preciso do assunto que se tornou o problema até o AUTO CONHECIMENTO. 

Por diversas vezes vemos a existência do problema, passamos a reclamar de modo imediato sem mesmo procurar saber o que ocasionou aquilo. Deixamos-nos levar pelo momento e a emoção que o problema nos trouxe, não fazemos uma análise do ocorrido e nem de nós mesmos.

Como nos deixamos levar por essa ignorância, acabamos por reagir com tudo aquilo que o coração está cheio, de todas as energias negativas que o corpo carrega. As sensações humanas nos fazem ser assim. O que falamos é parte daquilo que sentimos. 

Com a reclamação falamos e agimos de modo que, em demasiadas vezes, nos arrependemos. A reclamação é a cerne do agravamento do problema e a possível origem de outro. Reclame de maneira áspera com alguém que lhe causou um simples problema, daí criarás problemas com as palavras que saíram de sua boca; de gestos e atitudes que, com certeza, lhe trarão outros problemas que inexistiam até então.

O mundo cerca-nos de reclamações. A TV, o rádio e, principalmente as redes sociais são lugares férteis para a reclamação. Demasiadas vezes absorvemos, de maneira inconsciente, estes tipos de reclamações. A reclamação da TV gera a sua reclamação no trabalho, que pode desencadear uma série de reclamações daquelas pessoas que te circundam no trabalho. A TV reclama pra você; você vai reclamar daquilo para seu companheiro de trabalho; ele poderá levar tal reclamação para casa; essa reclamação pode ser absorvida pelo esposo(a) que levará a outro ambiente, e por aí desencadeia-se a reclamação que foi plantada em você e você regou e disseminou.

Reclamação é fundamental para aqueles que buscam gerar discórdia e infelicidade.

Existem pessoas que vivem de reclamações. Para estes a vida não presta se não existir a reclamação. Para estes a satisfação acontece se eles conseguirem reclamar de alguma coisa. Existem aqueles que reclamam porque os outros não reclamam e são felizes. 

Deixar de reclamar é fundamental para alcançarmos a Felicidade. Mas Magaiver "não existe mundo sem reclamação!" Concordo em parte. O mundo pode ser assim, mas e o seu mundo? O mundo é enorme para fazermos o que todo mundo faz. Devemos fazer o possível para que o mundo que vivemos seja melhor e sem reclamar. 

Em nossa casa, chegamos e nosso(a) companheiro(a) deixou-a toda desarrumada. A reclamação se inicia porque você não quer sua casa desarrumada. Mas você parou para pensar o que seu companheiro(a) passou durante o dia para que a casa estivesse desse jeito? 

No trabalho as reclamações são tão constantes quanto em casa. A reflexão a ser feita é a mesma. Que condições meu companheiro de trabalho está aqui? A reclamação machuca o ser humano que existe em nós. Reclamar só nos trás mazelas.

A partir do momento que nós passarmos a entender que os problemas são causados, de algum modo, por nós, e que a reclamação gerada pelo problema advém da ignorância que temos em nós, seremos capazes de mudar nossa realidade. 

Observar o problema, procurar saber como se deu aquilo; procurar compreender de que modo eu também sou responsável por aquilo; procurar fazer a reflexão correta do que está acontecendo e as pessoas envolvidas naquilo é um passo gigantesco para a felicidade. 

Enxergue o problema, quando pensar em reclamar olhe tudo a sua volta e pergunte-se que condições foram criadas para que aquilo estivesse acontecendo. 

Não reclame! Aceite que existe um problema e que ele está la para ser resolvido por você. Reclamando apenas você não conseguirá resolver o problema. 

Não espere que com as suas reclamações você estará corrigindo algo ou alguém. Pense e veja a melhor maneira de resolver o problema sem reclamar. 

A reclamação deixa o ser humano amargo e acostumado a isso. Aprenda, por 5 segundos que seja, auto-refletir o que acontece. 

Viva o seu mundo da melhor maneira possível sem reclamações. Você pode isso! Na verdade, SÓ VOCÊ PODE ISSO! Não deixe que a reclamação lhe deixe amargo e sem vida. Seja luz! Busque a SUA FELICIDADE! 

O hoje acontece só uma vez, e não deixe ele passar de maneira amarga.

Magaiver Luiz

www.magaiverluiz.blogspot.com   



A felicidade pode ser definida por uma condição plena de alegria em determinado momento. A felicidade pode ser conceituada como um estado de consciência, de satisfação.
Foto:Frasesparaface

Mas e aí? És feliz?

No atual momento que vive o mundo com, em minha opinião, inversões de valores  éticos, morais e humanos, ser feliz parece ser uma utopia, algo inalcançável

Em condições de homens normais, trabalhadores, empregados, assalariados, de acordo com a realidade de muitos nós que lemos este texto, ser feliz parece-nos impossível.

O Brasil oferece em sua constituição a FELICIDADE, a busca por ela, (escrevi isso no texto A Felicidade do e no Brasil ).  Contudo, o que enxergamos é uma felicidade existente para uma parcela miníma de pessoas aqui neste país.

Então, será mesmo impossível ser feliz?

Afirmo categoricamente que NÃO! 

Em primeiro lugar, a SUA felicidade independe das condições dadas por políticos profissionais que sangram a nação. A SUA Felicidade depende exclusivamente de você. Você é que pode tornar-se um ser humano feliz com aquilo que construiu, com tudo aquilo que com muito esforço e dedicação lutaste para conseguir

A felicidade plena não existe! Não conseguimos viver em um estado de satisfação 24 horas por dias os 365 dias do ano. Imagine-se o quão feliz você está por tomar um sorvete que nunca mais havia tomado, naquele momento lhe proporcionou um estado de satisfação, de felicidade por estar degustando aquela iguaria. Contudo Imagine-se tomando este mesmo sorvete durante o dia inteiro, um após o outro. Imaginou? Ele com certeza não lhe trará a mesma satisfação que lhe trouxe quando da primeira vez degustado.

A felicidade ocorre quando temos a satisfação de estar no momento certo, na hora certa praticando algo que nos trará uma alegria, na companhia de pessoas que nos dão o prazer da companhia.

Quando pensa-se em felicidade pensamos no lazer. Ainda sim é possível ser feliz no nosso desgastante trabalho. Fazer as coisas com paciência, com satisfação, buscando sempre proporcionar o melhor para aquelas pessoas que se beneficiarão do seu trabalho, é algo que traz a satisfação. 

O trabalho ficará cada vez melhor para você quando entender que tudo aquilo que traz felicidade no lazer é fruto do seu trabalho. Fazer o melhor no trabalho e buscar fazê-lo de maneira prazeirosa, no fim, lhe proporcionará felicidade, mesmo com todos os sacrifícios. 

A felicidade acontece em lances que você proporciona para você e aqueles que te cercam. A felicidade ocorre em momentos da sua vida. Pequenos momentos que você passou em algum lugar, no trabalho, em casa com seus filhos, pais e avós, são ocasiões que ficaram na memória e você poderá dizer: "fiquei feliz aquele dia!"

Mas temos aquela clássica pergunta: "dinheiro traz felicidade?" hipócritas dirão que não. Contudo ele traz a condição de que você precisa para poder te proporcionar a felicidade. O dinheiro só é maléfico quando se apega ao ponto de sofrer por tê-lo em demasia. O dinheiro proporciona a você momentos inesquecíveis, a compra de um bem material, uma viagem em família, a ajuda a um familiar hospitalizado, esses são exemplos de como o dinheiro pode gerar-lhe satisfação. Apegar-se ao ponto tê-lo e não usá-lo para ser feliz e proporcionar a felicidade daqueles que precisam é um malefício do dinheiro, é um mau uso do recurso que temos para ser feliz. 

Ser feliz não é uma utopia, é algo palpável, algo que somente você pode proporcionar. Algo que a vida lhe dá devido as condições que você emprega para ser. Algo que ninguém poderá tirar de você.

Ser feliz está nas coisas que achamos que são insignificantes; Entretanto, elas são nossa vida, nossa história, nosso modo de ser feliz com o que temos e com as condições que possuímos. Devemos cobrar dos nossos governantes que eles possam, pela constituição, proporcionar o mínimo de bem estar social, porém, a sua felicidade é individual, somente você pode fazer por você.

Magaiver Luiz

www.magaiverluiz.blogspot.com


Lama Michel Rinpoche costuma usar nos seus ensinamentos a seguinte frase: "problemas existem e sempre vão existir!"

Foto: frasesfamosos
Os problemas podem ser definidos em nossa vida como algo que, demasiadas vezes, se torna intransponível. Podemos dizer que o problema é uma série de situações que entram em choque com todos os valores que acreditamos, isso por conta dos valores que existe também no outro. 

Valores, ideias e filosofias de vida são as causas dos problemas. Os problemas existem devido o pensamento contrário ser diferente daquilo que aprendemos. A diferença cultural entre os homens é que traz os problemas para a nossa sociedade.

À estas diferenças culturais também se atrelam a ganância, o egoísmo e o apego, que nada mais são do que causadores dos problemas decorrentes em nossas vidas.

Então, a afirmação que nós sempre fazemos é: "o problema é ele(a)!" Não nos colocamos como causadores das aflições que passamos. Contudo, pare para pensar um pouco, o causador de nossos problemas somos nós mesmos.

Quero dizer que todos os problemas existentes em nossas vidas são consequências daquilo que escolhemos fazer, ou deixamos de fazer. Todos os sofrimentos passados por nós decorrem da maneira como conduzimos as escolhas que acreditamos ser corretas. 

Quando somos crianças não "temos" problemas, e isso é fato! Os problemas surgem quando, na certeza do acerto, de estarmos fazendo aquilo pelo melhor, nos encontramos com pensamentos e filosofias de vida distintas às nossas. Os problemas que nos fazem sofrer são escolhas que determinamos como certas e que, de algum modo, deu errado. 

No trabalho, em casa e até mesmo dentro de templos e igrejas, existem problemas causados por pessoas que pensam diferente de você. Se não crês que és a causa dos seus problemas reflita.

Se você tem problemas com sua esposa ou marido, o problema é ele(a) quem causa? A origem do seu problema está quando você escolheu aquela pessoa para estar ao seu lado. Sofremos as consequências daquilo que escolhemos. No trabalho, se tens problemas com seus colegas, um dia você escolheu estar naquela empresa. Nas igrejas e templos existem problemas e você escolheu aquela religião e o grupo de qual faz parte. 

A escolha é o que define nossos problemas. Não quer uma vida de problemas? Então, não faça nada, e aí terás um GRANDE PROBLEMA.

O problemas são sagrados em nossas vidas. Somente eles podem fazer-nos crescer como ser humano. Somente ele pode definir, de maneira correta, o que escolhemos e se acertamos nas escolhas. Deixar de escolher e se omitir nas decisões de sua própria vida não é o caminho certo. Somente você pode fazer por você. 

Ninguém pode definir o que acreditas ser correto em sua vida. O problemas existem para serem superados da melhor maneira possível. Para resolver seus problemas é fundamental a não reclamação. Reclamar sem definir um passo a ser dado para a resolução do problema é algo que aumenta mais o que já tens como transtorno. 

Observar o problema e definir que metas traçar para resolvê-lo de uma vez, e/ou amenizá-lo até sua resolução, é o caminho correto a se percorrer. Levar e consideração todas as variantes que giram em torno do problema e definir: "farei isso!" E, daí por diante, é buscar de todas as maneiras possíveis resolver o problema.

Não devemos, apenas, culpar o outro por gerar tal problema. Devemos pensar: "que parcela de culpa eu tenho por esse problema existir?" Aí temos já um vislumbre do que podemos fazer. Não adianta se culpar. Observar e tomar impulso para resolver o problema, juntamente com aqueles envolvidos, trará mais facilmente a resolução dos problemas.

Os problemas engrandecem-nos. Logo após resolver este problema, imediatamente deverá aparecer outro e assim por diante. A vida é um ciclo. Tudo se repete com atores diferentes em nossa sociedade. 

Problemas que estão a nosso alcance de resolvê-los não devemos medir esforços para fazê-lo. Contudo, problemas que cabem a políticos, como saúde pública, ensino público fundamental e universitário, pavimentações e saneamento básico, são problemas que os governantes devem resolver, sem medir esforços. Temos apenas que cobra-los por isso. 

Buscamos resolver nossos problemas externos e internos como ser humano. Nossa meta é ser melhor como homens. Se os problemas vem das escolhas erradas, o importante é ter forças para sair, resolver e entender que escolheremos mais vezes de maneira errada do que de maneira certa.

Tudo o que fazer, de alguma forma, é buscando nossa felicidade, por isso erramos. Devemos aceitar que o problema existe e fazer o impossível para resolvê-lo, sem reclamações

A vida são escolhas. De algum modo você escolheu ler este post, espero poder ter contribuído. Quando entendermos que os problemas decorrem dos nossos atos, seremos mais felizes e perspicazes em assumir e resolver. Só não tenha medo de errar.

Magaiver Luiz

www.magaiverluiz.blogspot.com   

  

  
Sentimento de impotência acredito que é algo da qual os seres humanos estão acostumados a conviver e sentir.

Foto: pensador.com
Sentir-se impotente emana de condições e situações que vivenciamos dia após dia. Quando estamos em uma situação da qual queremos ajudar, vemos a necessidade do outro, contudo, não podemos. As condições do ajudar, também, estão nas limitações que temos como seres humanos normais, seja financeiramente ou outro.

Passamos por eventos onde se coloca muito bem aquele ditado "querer não é poder!" Queremos ajudar, temos a força de vontade, temos as melhores das intenções, entretanto, as condições que temos não nos permitem poder ajudar. Seja porque realmente estamos limitados em nossa condição, seja por conta da determinação do outro em não querer ser ajudado. 

Muitas vezes as intenções são as mais verdadeiras e sinceras possíveis, mas quando vemos uma amigo ou parente passando por algo que você deseja contribuir para que ele volte a ser feliz e você não pode. Isso é frustrante! 

Quando queremos fazer feliz aqueles que um dia estendeu a mão para nós e, infelizmente, não podemos dar a ajuda que gostaríamos por estarmos limitados em que esfera seja.

Quando vemos a necessidade do outro e sabemos que podemos tirá-lo daquela condição que enfrenta, mas, este não quer. Orgulho e/ou prepotência são as bases para que este ser, que precisa de ajuda e tem alguém para isso, não queira ser ajudado

Todas essas condições nos deixa desapontado. O desapontamento, neste caso, se configura como o sentimento de impotência.
Acredito que você, que entende e se preocupa com seu país, deve se sentir extremamente impotente quanto a querer melhora-lo, ajudá-lo, contudo, és freado por toda a corrupção que impera no sistema.

Esse é meu sentimento de impotência! 

O Brasil é aquele que não quer ser ajudado.

Sentimos que tudo que buscamos e acreditamos se torna infrutífero de uma maneira ou de outra. Como plantar em uma terra que faz questão de ser estéril? Através da insistência.

Não temos dinheiro para ajudar o parente? Não temos poder para conseguir um trabalho para o irmão que precisa? Temos os recursos necessário mas quem você quer ajudar não quer?

Insista! Persista!

A impotência, em minha concepção é um dos piores sentimentos que o homem pode ter. Querer fazer e não poder é muito difícil. 

Não desistir daquilo é a chave. Não deixar o vento levar o futuro daquele sobrinho, primo ou amigo que precisa de ajuda. 

Acredito ser por meio da persistência que chegamos aos nossos objetivos. Se você não tem o dinheiro necessário para reformar sua casa e dar um conforto maior para sua família, não desista!

Aceitar que temos o problema é um grande passo para entendê-lo. Porém, aceitar não é, simplesmente, aceitar as condições e acabou, "isso é assim e pronto!" Aceitar é fazer parte, buscar soluções para os seus problemas, para suas impotências. 

Continuar trabalhando, vivendo cada dia da maneira mais proveitosa possível nos encaminhará para um futuro sem impotência, sem desapontamentos, sem desalento.

O trabalho que entendo, não é só o que ganha dinheiro. Mas aquele, também, que busca transformar o ser humano para um ser cada vez melhor. Aquele trabalho que busca beneficiar a sua comunidade ou sua família, no qual o retorno é a gratidão, o sorriso no rosto daqueles que te rodeiam.

Trabalhar para que o povo não desista do seu país, não desista do futuro dos seus filho e netos; não desista de você! Se crês que já deu e que estás velho para tal coisa, não sinta-se impotente, trabalhe com todas as condições possíveis para alcançar seu objetivo.

Não desista de você! Improvise, faça o necessário para que todo aquele sentimento de impotência se transforme na esperança de que aquela pessoa vai mudar, que as oportunidades surgiram e que o país tomará consciência daquilo que tem de tão valoroso, os homens e mulheres. Apenas, não desista.

Magaiver Luiz 

www.magaiverluiz.blogspot.com